Áudio: poema lido pelo autor



Infância 

Quando era criança
frente ao mar fizéramos
um barco de areia:

Proa, marinheiro,
bússola e bandeira
e uma dançarina.

Vieram as marés
cujas mãos de chuva
lavaram a marinha.

Adeus, dançarina,
que dançou nas ondas
por entre petróleos;

Adeus, marinheiro,
que entrou submarino
a enfrentar torpedos;

Adeus, barco e areia,
Bandeira e corsários,
que roubam memórias.

Luis Marcio

Luis Marcio

É escritor, tradutor e editor da Revista Piparote.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

© Copyright, 2022 - Revista Piparote
Todos os direitos reservados.